Big Data, os termos predominando a modernidade.

Big Data

Big Data é um termo amplamente utilizado na atualidade, onde conjuntos de dados muito grandes e complexos. A maior precisão possível nos dados leva à tomada de decisões com mais confiança e veracidade. Onde as melhores decisões podem significar maior eficiência operacional, redução de risco e redução de custos.

Entretanto, Big Data, refere-se a um enorme conjunto de dados armazenados, onde se baseia em 5 V’s: velocidade, volume, variedade, veracidade e valor. Os desafios desta área incluem: análise, captura, restauração de dados, pesquisa, compartilhamento, armazenamento, transferência, visualização e informações de privacidade dos dados. O uso e análise adequada desses grandes conjuntos de dados permite encontrar novas tendências de negócios, prevenção de doenças, combate à criminalidade entre outros. Administradores, Cientistas, empresários, profissionais de mídia, publicidade e Governos regularmente enfrentam dificuldades nessa área, com grandes conjuntos de dados.

Os conjuntos de dados crescem rapidamente, pois são cada vez mais frequentes e numerosos, os dados atualmente podem ser reunidos por dispositivos de informação, como equipamentos de sensoriamento móveis, aéreos (sensoriamento remoto), logs de software, câmeras, microfones, leitor de rádio-frequência de identificação e redes de sensores sem fio. Desta forma, a capacidade tecnológica mundial para armazenar informações praticamente dobra a cada determinado período de tempo, o que é considerado grande, em um ano provavelmente se tornará usual nos anos seguintes.

Como funciona o big data?

Essa enorme quantidade de informações nos servidores de bancos de dados que funcionam dentro de diversos servidores de rede de computadores utilizando um sistema operacional de rede, interligados entre si, que hoje em dia funcionam dentro de um sistema operacional na nuvem ou cloud, onde as informações são acessadas pela internet por pessoas utilizando computadores, Smartphones ou qualquer dispositivo que se conecte a rede.

Segurança

Para garantir a segurança da informação, e proteger a privacidade das informações, são usadas técnicas modernas e as proteções mais conhecidas atualmente, os antivírus. Exemplo do Youtube para Big data: todos os vídeos disponíveis online estão armazenados em diversos servidores de banco de dados SQL, e a Wikipédia que todos os textos disponíveis estão armazenados em diversos servidores de banco de dados SQL.

O uso do Big Data pode ser uma arma contra os problemas socioeconômicos, com a globalização e o modelo “Just in Time” a expansão virtual se tornou necessária; a partir da última década, onde houve um crescente aumento de dados que  preocupa os especialistas por falta de espaço, segundo a IBM, foram produzidos cerca de 2,5 quintilhões de bytes todos os dias e surpreendentemente 90% dos dados no mundo foram criados nos últimos dois anos anteriores a 2008, isso tudo foi decorrente da adesão das grandes empresas à internet.

Mercado de trabalho

Oportunidades de trabalho estão aumentando na área de estatística, devido à proliferação de programas para análise de dados e seu uso. Especialmente, na tomada de decisão com objetivos estratégicos como: políticas de governo, seleção de investimentos, gestão de empresas e negócios.

No Brasil é regulamentada pelo Decreto Federal nº 62497 de 1968 a profissão de Estatístico, este profissional é treinado para trabalhar com estruturas de dados, em seu manuseio para extração de informação estratégica, nos métodos estatísticos de análise e em programação para sua análise estatística, de modo a se obter conclusões com margens de erro controladas para a tomada de decisões com base nos dados disponíveis, no mercado brasileiro da área é promissor, muitas Universidades e Faculdades passaram a oferecer cursos de pós-graduação ligados à área de Big Data, variando somente no tamanho da carga horária relacionada à parte de negócios, componente importante na formação deste profissional, que precisará ter além das habilidades técnicas, a capacidade de apresentar as conclusões de suas análises e insights para um público leigo de forma simples, de forma a gerar valor para o negócio da empresa.

Exemplos do uso do Big Data

  1. Uma companhia que tira fotos de satélites e vende aos seus clientes informações em tempo real sobre a disponibilidade de vagas de estacionamento livres em uma cidade numa determinada hora ou quantos navios estão ancorados neste mesmo momento.
  2. No terremoto do Haiti, pesquisadores americanos fizeram uso da geo-localização de 2 milhões de chips SIM, para auxiliar nas missões humanitárias.
  3. Um hospital Canadense utilizou de uma tecnologia proposta pela IBM, para o monitoramento dos quadros de bebês prematuros, permitindo aos médicos antecipar as ameaças às vidas das crianças.
  4. Segundo especialistas, o Big Data foi de grande importância para o descobrimento do pré-sal, devido a sua velocidade, que agilizava os processamentos de dados sísmicos captados pelas sondas que procuram petróleo no fundo do mar. Como são milhões as variáveis, o trabalho exige intermináveis simulações de imagens, e só o Big Data é capaz de dar conta do trabalho em um tempo melhor.
  5. Em busca dos melhores lugares para instalar turbinas eólicas, uma empresa dinamarquesa analisou petabytes de dados climáticos do nível das marés, mapas de desmatamentos, entre outros. No fim o que costumava demorar semanas durou apenas algumas horas.

Há muitos obstáculos na massificação de dados, o maior deles é a ameaça à privacidade representada pelo aumento de armazenamento e integração de informações pessoalmente identificáveis e o problema de escassez de profissionais, que terão de se adaptar ao uso da tecnologia, foi previsto que em 2018 só os Estados Unidos poderão enfrentar essa escassez se continuar assim.

Gostou dessa matéria?
Então curta nossa página no facebook,
e acompanhe novas noticias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

17 − 13 =

Advertisment ad adsense adlogger